Investimentos das Empresas Estatais

Investimentos das Empresas Estatais

18/10/2018

Uma das formas de atuação do governo na economia se dá por meio da atuação das empresas estatais no setor produtivo. O Observatório de Política Fiscal divulga a série histórica dos investimentos das empresas estatais.

Nos últimos anos, observamos uma queda substancial dos investimentos das empresas estatais federais. A série histórica pode ser dividida em quatro períodos. Nos dois primeiros anos (2000-01) os investimentos encontraram-se na média em 0,9% do PIB. Entre 2002 e 2006, os investimentos se aceleraram de forma moderada atingindo a média de 1,28% do PIB. A partir de 2007 inicia-se uma forte aceleração chegando a 2% do PIB na média do período até 2013. A partir de 2014 observa-se uma forte contração. Em 2017 os investimentos alcançaram a mínima da série histórica.

Falar em investimentos das empresas estatais é falar no Grupo Petrobrás cujo investimento representa 85% de tudo o que é investido. Em 2018, o Grupo Petrobrás investiu até o 4º bimestre R$ 40,9 bilhões enquanto em 2017 o total investido foi de R$ 43 bilhões. Dessa forma, é possível que observemos depois de quatro anos o aumento do investimento dessa empresa encerrando um ciclo de contração. O fim desse ciclo de contração é uma notícia boa para a economia brasileira. Os investimentos no COMPERJ e na Refinaria Abreu e Lima, por exemplo, devem ser retomados.

Em segundo lugar, temos as empresas do Grupo Eletrobrás cujo investimento no período equivale a 8% do total. Os dados mostram que essas empresas continuam contraindo significativamente seus investimentos. Em 2018 o Grupo Eletrobrás investiu apenas R$ 1,9 bilhões até o 4º bimestre. Em 2017, o investimento foi de R$ 3,2 bilhões e não deve ser alcançado este ano.

Atualmente, esse grupo de empresas investe apenas 45% do valor máximo observado no ano de 2013. Enquanto a Petrobras aponta para recuperar seus investimentos, a Eletrobrás continua comprimindo em função da sua delicada situação financeira. Uma alternativa aventada é a privatização da empresa. Recentemente, o Senado Federal rejeitou a proposta de privatização das distribuidoras da Eletrobrás. Assim, os investimentos desse setor não têm ainda uma perspectiva positiva. O baixo nível de investimento poderá cobrar um preço elevado no futuro, já que esse é um setor em que os investimentos levam um longo período para maturar.

Deixar Comentário

Veja também